NOTÍCIAS / Tudo sobre Samba

  • TIEE É O CONVIDADO DO “SAMBA DA FEIRA” DO DIA 13 DE JULHO

    Redação em 10 de Julho de 2019

    Projeto comemora três anos de sucesso com a presença do cantor Tiee 

    O grupo Seligaê, anfitrião do evento, abre a roda de samba a partir das 17h 

     Sábado é dia de Samba da Feira – a roda de samba que ganhou o respeito de artistas como Maria Rita, Jorge Aragão Belo, Alcione, Reinaldo, Grupo Fundo de Quintal, Noca da Portela e Diogo Nogueira. O evento tem atraído famosos em busca de boa música e revelado novidades no gênero, tornando a atração uma tradição nos Armazéns do Engenhão, localizados na parte externa do Estádio Nilton Santos, no Engenho de Dentro.

    O evento gratuito semanal já reuniu mais de 12 mil pessoas por apresentação nos galpões e sempre traz grandes nomes do samba como convidados especiais. Para o dia 13 de julho, o cantor Tiee retorna ao galpão para um reencontro com os fãs. O samba começa às 17h, com o grupo “Seligaê”, anfitrião do evento.

    Diógines Tiee é um dos grandes nomes do samba e pagode do momento. Além de cantar, Tiee é compositor de sucessos como “Climatizar”, “O Som do Tambor” e “Casa Azul”, hits na voz de Ferrugem. Outras canções aclamadas escritas por Tiee foram gravadas por Arlindo Cruz, Péricles, Bom Gosto, Pixote, Thiaguinho, Belo e outros renomados do pagode.

    Completando 20 anos de carreira e 1 CD lançando em 2017, Tiee tem cerca de 200 músicas registradas, e outra penca para gravar. Suas raízes musicais foram moldadas ouvindo Martinho da Vila, Benito Di Paula e Jorge Aragão, aliás, seu metre maior.

    Referência musical - maior admirador de Jorge Aragão, a paixão é tão grande que ele usa a barda, design dos óculos e o vestuário preto em referência à ele, até segue a linha semelhante ao compor - “Quando vou escrever, eu penso o que Jorge pensaria, o que ele escreveria...”. Um fato prova o elo, a surpresa foi quando Tiee soube que Aragão havia gravado a música “Voltei”, e claro, foi uma realização.

    Nascido e criado em São Gonçalo, Diógenes Tiee ganhou o apelido Tiê, que virou sua marca veio depois, pelo pai que achava a cor da pele do menino meio avermelhada e fez uma referência ao pássaro Tiê. Ainda pequeno frequentava rodas de sambas com o pai. Autodidata, aprendeu a tocar cavaquinho, banjo e violão. Aos 12 anos já tocava em pagodes e sambas.

    Em rádio fez sua estreia pelo grupo “Vai Por Mim”, fazendo sucesso com “Embolaê”. O músico Diney também é um parceiro. Pela Deck Disc, lançou o 1º CD, em 2016. “Gravei 12 faixas inéditas que ao decorrer do ano, acabaram sendo gravadas por outros artistas. Sendo assim, tive que voltar para o estúdio e gravar mais seis faixas”, afirma Tiee. Nasceu então: ”Som Pra Te Emocionar”, que chegou com a chancela de Wilson Prateado.

    Como surgiu o SAMBA DA FEIRA

    A proposta do SAMBA DA FEIRA é valorizar o samba, os sambistas e quem não é ruim da cabeça, nem doente do pé. E foi justamente uma galera boa da cabeça e do pé que começou, de brincadeira, esse que virou um dos eventos de samba mais conhecidos e mais populares do Rio de Janeiro e do Brasil.

    Foi na casa de Mário Castilho, na rua Teresa Cavalcante, em Piedade, que tudo começou. Todo sábado, dia de feira na rua, ele costumava acordar cedo, preparar uns camarões, chamar os amigos e ouvir um bom samba no quintal, enquanto acompanhava o movimento da feira. Teve, então, a ideia de comprar um barril de chope e deixar as portas da garagem abertas para quem quisesse parar e curtir o samba. Surgia assim o Samba da Feira, que estreou no dia 14 de maio de 2016. O barril logo virou vários, tiveram de providenciar espaço para os barraqueiros e para a galera que só aumentava a cada sábado. Não demorou para o samba, que ia das 10h às 16h, virar febre e atrair público do bairro e das adjacências.

    O evento cresceu muito, e vieram os problemas: reclamações de vizinhos por causa do barulho, reclamações dos feirantes... Mário e os amigos foram conversar com o administrador regional da XIII R.A. e receberam a oferta de fazer a roda nos Armazéns do Engenhão, localizados na parte externa do Estádio Nilton Santos. E foi lá que o SAMBA DA FEIRA passou a acontecer todo sábado, a partir do dia 3 de dezembro de 2016.

    “Quando fomos para Engenhão, nossa preocupação era não perder a essência do SAMBA DA FEIRA”, explica Mário Castilho. Eles conseguiram. Nosso samba mais genuíno segue firme e forte.

    Os convidados

    Ainda no quintal, o SAMBA DA FEIRA já recebia artistas, mas foi nos Armazéns do Engenhão que o evento passou a convidar sambistas de peso. O primeiro foi Toninho Geraes. Para bancar o cachê, os amigos se arriscaram e correram atrás na divulgação: usaram mídias sociais, firmaram parceria com emissora de rádio, e, de lá para cá, o samba se propagou. Toninho Geraes abriu porta para Xande de Pilares, que elogiou o evento em seus stories no Instagram, e pronto!

    Serviço: SAMBA DA FEIRA CONVIDA TIEE

    Armazém do Engenhão - R. José dos Reis, 189 - Engenho de Dentro, Rio de Janeiro. Data: 13 de julho. Horário: 17h. Classificação Livre. Capacidade: 2500 pessoas. Grátis. www.facebook.com/sambanafeiracombororo

     

    https://www.youtube.com/watch?v=ugA5WKbmwxQ  

    https://www.youtube.com/watch?v=ugA5WKbmwxQ



ANUNCIANTES






SIGA O Ti Ti Ti!

#TITITIDOSAMBA